Artigos

Os 10 melhores jogos indie de 2019

Com o passar do tempo, a linha entre jogos AAA e jogos indie se torna cada vez mais tênue. Essa mudança nunca foi tão evidente quanto em 2019, com o lançamento de grandes títulos independentes como The Outer Worlds, Disco Elysium e Phoenix Point, por exemplo. Ao mesmo tempo, a indústria ainda permite que ideias e gêneros inusitados sejam explorados com sucesso, como mostram claramente Untitled Goose Game, Manifold Garden, Slay the Spire, entre muitos outros.

Como de costume, nós do The Game is a Lie lançamos, no último dia do ano, uma lista dos melhores indies lançados durante o ano. Cada membro do The Game is a Lie escolheu seus 10 jogos independentes preferidos lançados em 2019 no ocidente, distribuindo 10 pontos ao primeiro colocado, 9 ao segundo, 8 ao terceiro, e por aí em diante. Esta lista classifica os jogos de acordo com o número de pontos total de cada um:


10) Manifold Garden

Desenvolvedora: William Chyr Studio
Plataformas: PC, iOS

O artista plástico William Chyr lançou, depois de 7 anos em desenvolvimento, o incrível e surreal jogo de puzzle Manifold Garden. É fácil perceber a prática do desenvolvedor em outras mídias artísticas como desenho e escultura, sendo este um jogo com uma clara visão estilística, praticamente um manifesto de Chyr aos jogos como suporte artístico. Mesmo assim, adota um visual e jogabilidade que lembra outros jogos surreais como Antichamber e Superliminal, facilitando a integração de jogadores já experientes no gênero.


9) Katana ZERO

Desenvolvedora: Askiisoft
Plataformas: PC, Switch

Junto com outros dois jogos — o minimalista Ape Out e o frenético My Friend PedroKatana ZERO continua o legado da Devolver Digital de publicar vários ótimos jogos de ação por ano, seguindo as origens da empresa. A jogabilidade rápida, dinâmica e fluida combinada com uma arte muito detalhada e um universo cyberpunk interessante criam uma experiência como nenhuma outra.


8) Wargroove

Desenvolvedora: Chucklefish
Plataformas: PC, PlayStation 4, Switch, Xbox One

Buscando inspiração de clássicos como Advance Wars e Fire Emblem, Wargroove se mostra muito mais do que uma simples homenagem, com uma extensa campanha singleplayer, gráficos em pixel art impressionantes com animações fluidas e uma jogabilidade estratégica profunda. A longa espera e os inúmeros atrasos parecem ter valido a pena.


7) Children of Morta

Desenvolvedora: Dead Mage
Plataforma: PC

Quando comecei a jogar, não esperava algo muito diferente de outros jogos do gênero e achei que deixaria o jogo de lado em algum tempo. Entretanto, enquanto a história avançava, tanto a jogabilidade quanto o estilo suave do jogo me surpreenderam e me fizeram considerar esta uma das melhores experiências dos últimos anos.

Leia a nossa análise de Children of Morta clicando aqui!


6) Lonely Mountains: Downhill

Desenvolvedora: Megagon Industries
Plataformas: PC, PlayStation 4, Switch, Xbox One

Lonely Mountains: Downhill é, provavelmente, o melhor jogo de ciclismo lançado nos últimos anos. A atenção a detalhes é louvável e, apesar de alguns tropeços, a ambientação incrível e jogabilidade divertida se sobressaem.

Leia a nossa análise de Lonely Mountains: Downhill clicando aqui!


5) Outer Wilds

Desenvolvedora: Mobius Digital
Plataformas: PC, PlayStation 4, Xbox One

A Annapurna Interactive tem a tendência de lançar, todos os anos, jogos contemplativos. Depois de What Remains of Edith Finch, Gorogoa, Florence, entre outros, Outer Wilds segue essa tendência, combinando uma jogabilidade cativante focada em exploração e cenários quase hipnotizantes que oferecem muito espaço para reflexão.


4) Untitled Goose Game

Desenvolvedora: House House
Plataformas: PC, PlayStation 4, Switch, Xbox One

Untitled Goose Game não é profundo, nem requer muito pensamento. Mas ele é muito, muito, muito divertido, e isso basta para o que ele quer ser. Depois de Push Me Pull You, a House House prova, mais uma vez, que consegue transformar qualquer ideia mirabolante em uma experiência como nenhuma outra, engraçada do início ao fim.

Leia a nossa análise de Untitled Goose Game clicando aqui!


3) Slay the Spire

Desenvolvedora: MegaCrit
Plataformas: PC, PlayStation 4, Switch, Xbox One

Slay the Spire é um dos jogos mais divertidos e refinados do ano, seja em seu sistema de jogo, seus elementos de estratégia, suas possibilidades de escolha ou sua trilha sonora. Por isso mesmo uma direção de arte tão pobre me surpreende. Felizmente, ela não esconde a inovação e polimento de sua jogabilidade.

Leia a nossa análise de Slay the Spire clicando aqui!


2) The Outer Worlds

Desenvolvedora: Obsidian Entertainment
Plataformas: PC, PlayStation 4, Xbox One

Provavelmente a experiência independente mais expansiva de 2019, The Outer Worlds é, desde seus anúncios até seu gameplay, um tapa intelectual na cada da indústria AAA e, principalmente, da Bethesda. Dos criadores de Fallout New Vegas e da série Pillars of Eternity, o jogo é o último lançamento independente da empresa antes de sua aquisição pela Microsoft, finalizando uma série impressionante de jogos de qualidade com chave de ouro.


1) Disco Elysium

Desenvolvedora: ZA/UM
Plataforma: PC

Com uma das narrativas mais bem escritas dos últimos anos, Disco Elysium se prova como muito mais do que um simples jogo de RPG, com uma jogabilidade, história, e construção de muito extremamente cativantes. Explorando as partes mais obscuras da psicologia humana em seus personagens, a ZA/UM cria uma experiência única e inovadora, digna de ter sido premiado nas categorias melhor RPG, melhor narrativa e melhor jogo independente no The Game Awards deste ano — uma das campanhas mais bem-sucedidas para um jogo independente na história da premiação.


Qual é a sua lista dos melhores indies do ano? Deixe-nos saber comentando abaixo!

Anúncios
Comments (0)

Deixe uma resposta

Anúncios
Anúncios
Anúncios
Anúncios
Não perca nenhuma novidade!
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: