Listas

Os 10 melhores jogos indie de metroidvania

Apesar de se assemelharem a jogos de plataforma, os jogos de metroidvania se caracterizam, em geral, por se passarem em um mundo interconectado e disponibilizarem melhoras ao protagonista ou novos poderes que permitem explorar áreas previamente inacessíveis — assim como as franquias que lhe fornecem o nome, Metroid e Castlevania. Para melhor guiar suas compras, listamos aqui os dez melhores indies que se auto-denominam de metroidvania:


10. Cave Story

É difícil falar sobre Cave Story, da Studio Pixel, sem mensurar a importância dele para o cenário indie, simplesmente por ele surgir quando esse cenário praticamente não existia. Cave Story se tornou um símbolo indie, por ser grandioso quando nenhum era. Por ter uma excelente jogabilidade, precisa e frenética, cenários sci-fi, puzzles e personagens carismáticos. E também por ser um símbolo de paixão e perseverança pelos games, já que o jogo foi inteiramente feito por uma pessoa em seu tempo livre, não pelo dinheiro, mas pelo amor.

Lançado em 20 de dezembro de 2004. Disponível para Amiga, 3DS, DSi, GP2X, PC, PlayStation Portable, Switch e Wii.

Comprar: Steam


9. Hollow Knight

No meio de tantos metroidvanias indie sendo lançados, Hollow Knight, da Team Cherry, consegue se destacar justamente por elevar as características que definem o gênero a um nível superior. Nesse jogo, o mundo não é só um hub a ser explorado, mas um personagem próprio, que através da exploração nos conta a história daquele lugar. O combate, apesar de difícil, é extremamente versátil graças aos “charms” que coletamos ao longo do jogo, possibilitando combinações que mudam completamente a forma de jogar. Sem falar na direção de arte e trilha sonora mais que perfeita.

Lançado em 24 de fevereiro de 2017. Disponível para PC, PlayStation 4, Switch, Xbox One.

Comprar: Steam | PlayStation Store | Nintendo eShop | Microsoft Store


8. Dandara

Representante brasileiro nesta lista, desenvolvido pelo estúdio mineiro Long Hat House, Dandara conta com um gameplay de ação e aventurarápido e inovador. É impossível não se arrepiar ao ver as referências de nossa cultura, como o Abaporu de Tarsila do Amaral.

Lançado em 6 de fevereiro de 2018. Disponível para PC, PlayStation 4, Switch, Xbox One, Android e iOS.

Comprar: Steam | PlayStation Store | Microsoft Store | Google Play | App Store


7. Axiom Verge

Escancaradamente inspirado na série Metroid, Axiom Verge, desenvolvido pela Thomas Happ Games, leva a fórmula do metroidvania à perfeição. Quando pegar o controle pela primeira vez, não se surprenda se só soltá-lo quando ver os créditos finais.

Lançado em 31 de março de 2015. Disponível para PC, PlayStation 4, PlayStation Vita, Switch, Wii U e Xbox One.

Comprar: Steam | PlayStation Store (PS4) | Microsoft Store


6. Iconoclasts

Apesar de parecer apresentar um enredo simples a princípio, Iconoclasts se aprofunda em tópicos que ninguém esperaria em um jogo desse tipo, como fé, opressão e preconceito. Desenvolvido por Joakim “Konjak” Sandberg, o jogo consegue conciliar esta narrativa inesperada com um gameplay muito divertido, que faz as 10 horas de duração da campanha passarem voando. O design dos chefões, a pixel art incrivelmente detalhada, as animações fluidas, entre tantas outras coisas, mostram o amor que o desenvolvedor teve pelo projeto.

Lançado em 23 de janeiro de 2018. Disponível para PC, PlayStation 4, PlayStation Vita e Switch.

Comprar: Steam | PlayStation Store (PS4) | PlayStation Store (PSVita)


5. Rogue Legacy

Com uma jogabilidade extremamente viciante baseada em ciclos, Rogue Legacy, da Cellar Door Games, apresenta um forte desafio sem desencorajar o jogador. As salas randomicamente organizadas otimizam a exploração e evitam que o jogo se torne cansativo. Perfeito para jogar em pequenas seções, ele ainda possui um sistema de aprimoramentos que é lento o suficiente para fazer o jogo durar e rápido o suficiente para não frustrar o jogador. Além de tudo isso, ainda serviu de inspiração para muitos outros jogos do gênero.

Lançado em 27 de junho de 2013. Disponível para PC, PlayStation 3, PlayStation 4, PlayStation Vita, Switch e Xbox One.

Comprar: Steam | PlayStation Store (PS3) | PlayStation Store (PS4) | PlayStation Store (PSVita) | Microsoft Store


4. SteamWorld Dig 2

Aprimorando a fórmula criada pelo primeiro jogo e expandindo o universo SteamWorldSteamWorld Dig 2 é um dos jogos mais viciantes que já joguei. Desde que comprei o jogo até completá-lo, não consegui parar de pensar nos próximos minérios que iria escavar, próximas melhorias para a minha picareta e próximos chefões que apareceriam no meu caminho. Com esse jogo, a Image & Form conseguiu solidificar tanto seu espaço no mundo dos jogos independentes como a crescente importância da franquia SteamWorld.

Lançado em 21 de setembro de 2017. Disponível para 3DS, PC, PlayStation 4, PlayStation Vita e Switch.

Comprar: Steam | PlayStation Store (PS4) | PlayStation Store (PSVita)


3. Guacamelee!

Guacamelee!, da DrinkBox Studios, é um jogo que mistura elementos de metroidvania e combate beat’em up a uma ambientação caricata da cultura mexicana e todos os devidos estereótipos. Só nisso já daria pra errar em muita coisa, mas felizmente não é o caso. O game consegue conciliar bem a jogabilidade com a temática, usando referência dos famosos luchadores e do dia de los muertos para extrapolar a situação e tornar tudo extremamente ridículo, porém absurdamente divertido.

Lançado em 9 de abril de 2013. Disponível para PC, PlayStation 3, PlayStation 4, PlayStation Vita, Switch, Wii U, Xbox 360 e Xbox One.

Comprar: Steam | PlayStation Store (PS3) | PlayStation Store (PS4) | PlayStation Store (PSVita) | Xbox Marketplace | Microsoft Store


2. Shovel Knight: Treasure Trove

Por conta da falta de recursos, tornou-se comum para os jogos indie simular gráficos 8-bits. Com o tempo, essa limitação tornou-se uma estética própria, e nada melhor pra representar esse avanço do que Shovel Knight, da Yacht Club Games. O jogo é uma grande homenagem aos games do NES, especialmente Mega Man e Ducktales, mas nunca se deixa ser apenas isso. Por trás da homenagem, há um olhar moderno capaz de refinar e traduzir a experiência retrô pra atualidade, sem perder a essência nem estagnar no tempo. Uma pérola multitemporal.

Lançado em 26 de junho de 2014. Disponível para 3DS, Fire OS, PC, PlayStation 3, PlayStation 4, PlayStation Vita, Switch, Wii U e Xbox One.

Comprar: Amazon | Steam | PlayStation Store (PS3) | PlayStation Store (PS4) | PlayStation Store (PSVita) | Microsoft Store


1. Dead Cells

Dead Cells tem um dos gráficos em pixel art mais genuinamente impressionantes de qualquer jogo. Personagens grandiosos, movimentos fluidos que misturam a segunda e a terceira dimensão e efeitos de iluminação bárbaros compõem cenários de cair o queixo. Não só isso, a jogabilidade que mistura roguelite e metroidvania criando um novo gênero – o roguevania – consegue ser inovadora em um meio que está mais saturado a cada dia. Tudo isso se torna ainda mais impressionante quando se sabe que a Motion Twin, desenvolvedora do jogo, nunca havia lançado um jogo comercial antes.

Lançado em 7 de agosto de 2018. Disponível para PC, PlayStation 4, Switch e Xbox One.

Comprar: Steam | PlayStation Store | Microsoft Store

Comments (0)

Deixe uma resposta

Não perca nenhuma novidade!
%d blogueiros gostam disto: