Listas

Os 10 melhores jogos indie de puzzle

Os jogos de puzzle se caracterizam, em geral, por apresentarem problemas que desafiam a habilidade de solução de sequências, reconhecimento de padrões, e capacidade lógica do jogador como um todo. Para melhor guiar suas compras, listamos aqui os dez melhores indies que se auto-denominam de puzzle:


10. Machinarium

Primeiro jogo internacionalmente reconhecido do estúdio checo Amanita Design, Machinarium cria a fundação para o que tornaria a empresa conhecida: jogos de puzzle point-and-click com personagens engraçados e visuais quase infantis, criando uma atmosfera nostálgica mas sem afetar o desafio do gameplay. Assim seriam produzidos seus próximos jogos, como Botanicula e CHUCHEL.

Lançado em 16 de outubro de 2009. Disponível para PC, PlayStation 3, PlayStation 4, PlayStation Vita, Switch, Android, BlackBerry OS, iOS, Windows Phone.

Comprar: Steam | GoG | PlayStation Store (PS3) | PlayStation Store (PS4) | PlayStation Store (PSVita) | Google Play | App Store | Microsoft Store


9. Keep Talking and Nobody Explodes

Keep Talking and Nobody Explodes, da Steel Crate Games, é o jogo de cooperação definitivo. Nada se compara à angústia que ambos os jogadores sentem enquanto um tenta decifrar um manual propositalmente confuso e outro tenta desarmar uma bomba sem qualquer conhecimento sobre a mesma. Ele até extrapola os limites do que pode ser considerado um jogo de videogame, já que a utilização mais recomendada do manual é em papel. Se há uma palavra que pode definir Keep Talking and Nobody Explodes, essa palavra é criatividade.

Lançado em 16 de julho de 2015. Disponível para PC, PlayStation 4, Switch, Xbox One e Android.

Comprar: Steam | PlayStation Store | Microsoft Store | Google Play


8. The Talos Principle

The Talos Principle, desenvolvido pela Croteam, poderia ser facilmente classificado como um “simulador de cientista”. Ele é aquele tipo de jogo que, enquanto de inspira por uma atmosfera celestial, te faz sentir extremamente inteligente com a solução de puzzles.

Lançado em 11 de dezembro de 2014. Disponível para PC, PlayStation 4, Xbox One, Android e iOS.

Comprar: Steam | PlayStation Store | Microsoft Store | Google Play | App Store


7. Mini Metro

Mini Metro é uma joia do design de inferfaces, oferecendo um sistema de menus e de jogo completamente integrados, mas também é muito mais do que isso. Ele mostra a capacidade dos desenvolvedores na Dinosaur Polo Club de criar um jogo estritamente minimalista que foca apenas no que importa, gerando assim um gameplay desafiador, dinâmico, e principalmente viciante ao extremo. É o tipo do jogo que faz querer jogar “só mais uma vez” para tentar quebrar seu recorde, e acaba prendendo o jogador — no bom sentido, é claro.

Lançado em 6 de novembro de 2015. Disponível para PC, Switch, Android e iOS.

Comprar: Steam | Google Play | App Store


6. LIMBO

LIMBO, da Playdead, é simplesmente uma obra de arte. Surpreende por ser tão enigmático e complexo mesmo sendo tão simples. Seu interesse por criar uma atmosfera tão imersiva compensa todos seus pontos negativos.

Lançado em 21 de julho de 2010. Disponível para PC, PlayStation 3, PlayStation 4, PlayStation Vita, Switch, Xbox 360, Xbox One, Android e iOS.

Comprar: Steam | PlayStation Store (PS3) | PlayStation Store (PS4) | PlayStation Store (PSVita) | Xbox Marketplace | Microsoft Store | Google Play | App Store


5. The Gardens Between

Anteriormente desenvolvendo apenas jogos para celulares, a The Voxel Agents chegou ao PC e aos consoles com toda a força lançando The Gardens Between, uma história nostálgica sobre amizade, infância e a necessidade de seguir em frente. Sim, o jogo possui um gameplay interessante com puzzles inteligentes, mas a sentimentalidade transmitida pelos gráficos, pela música e pela atmosfera é definitivamente o ponto principal. É impossível jogar The Gardens Between e não se emocionar com a lembrança de algum momento da sua própria vida.

Lançado em 20 de setembro de 2018. Disponível para PC, PlayStation 4, Switch e Xbox One.

Comprar: SteamMicrosoft Store


4. World of Goo

Um dos “fundadores” da popularidade indie, World of Goo, da antiga 2D Boy, com sua estética que lembra filmes do Tim Burton e seu gameplay viciante e desafiador de puzzle, continua atual até hoje, sem mostrar qualquer marca de sua idade avançada.

Lançado em 13 de outubro de 2008. Disponível para PC, Switch, Wii, Android, BlackBerry OS e iOS.

Comprar: Steam | Google Play | App Store


3. INSIDE

Sendo dos mesmos criadores de LIMBO, qualidade e profundidade são esperadas. Inside demorou 6 anos para ser feito, e dura aproximadamente 3 horas. Valeu muito a pena. Esse é um jogo essencial para quem gosta de apreciar narrativas da melhor forma que um videogame pode fazer: pela jogabilidade. Esta é simples, pois a complexidade está nas entrelinhas. Inside conta uma das melhores histórias já vista nos jogos, sem usar uma linha de diálogo, apenas com o que o jogador joga, e isso é fenomenal.

Lançado em 29 de junho de 2016. Disponível para PC, PlayStation 4, Switch, Xbox One e iOS.

Comprar: Steam | PlayStation Store | Microsoft Store | App Store


2. Gorogoa

O que Jason Roberts conseguiu criar um Gorogoa é surpreendente. O jogo não só possui um gameplay inovador, que consiste em juntar imagens distintas para criar um mosaico, como também conta uma história sutilmente emocionante. Os belíssimos gráficos desenhados à mão e a trilha sonora impactante ajudam a criar a atmosfera simultaneamente tensa e nostálgica, enquanto as animações suaves dão a impressão de um enredo contínuo, mesmo que hajam muitos saltos temporais e de localização.

Lançado em 14 de dezembro de 2017. Disponível para PC, PlayStation 4, Switch, Xbox One, Android e iOS.

Comprar: Steam | PlayStation Store | Microsoft Store | Google Play | App Store


1. Return of the Obra Dinn

Um dos jogos mais inovadores na memória recente, Return of the Obra Dinn, desenvolvido pelo estúdio 3909 LLC, liderado por Lucas Pope, aperfeiçoa a jogabilidade de detetive à medida que consegue balancear sua dificuldade e o sentimento de descoberta do jogador. O sentimento total de liberdade enquanto se explora o navio Obra Dinn é acompanhado por aspectos artísticos magistrais que constroem uma atmosfera como nenhuma outra. Esse jogo oferece, com certeza, uma das experiências mais satisfatórias que algum jogo já ofereceu.

Lançado em 18 de outubro de 2018. Disponível para PC.

Comprar: Steam

Previous Article
NUTS — Análise
Comments (0)

Deixe uma resposta

Não perca nenhuma novidade!
%d blogueiros gostam disto: