Listas

Os 8 melhores jogos indie de roguelike

Os jogos de roguelike se caracterizam, em geral, por níveis gerados aleatoriamente e de forma diferente a cada vez que se joga. São comumente jogos de plataforma, ação ou metroidvania com elementos de RPG, que se utilizam do que o jogador obteve em sua última jogatina para possibilitar upgrades permanentes. Para melhor guiar suas compras, listamos aqui os oito melhores indies que se auto-denominam de roguelike:


8. Darkest Dungeon

Desde o início, o gameplay de Darkest Dungeon requer muito pensamento e tática, tornando-o um desafio e tanto. O ponto mais forte do jogo, porém, é sua capacidade de criar uma atmosfera, seja com sua dificuldade implacável, história, música ou direção de arte, que prende o jogador, o envolvendo nesse mundo punitivo e árduo. Uma sequência, Darkest Dungeon 2, já foi anunciada pela Red Hook Studios, e esperamos o melhor!

Lançado em 17 de janeiro de 2016. Disponível para PC, PlayStation 4, PlayStation Vita, Switch, Xbox One e iOS.

Comprar: Steam | GoG | PlayStation Store (PS4) | PlayStation Store (PSVita) | Microsoft Store | App Store


7. Children of Morta

Quando comecei a jogar, não esperava algo muito diferente de outros jogos do gênero e achei que deixaria o jogo de lado em algum tempo. Entretanto, enquanto a história avançava, tanto a jogabilidade quanto o estilo suave de Children of Morta, da Dead Mage, me surpreenderam e me fizeram considerar esta uma das melhores experiências dos últimos anos.

Lançado em 3 de setembro de 2019. Disponível para PC, PlayStation 4, Switch e Xbox One.

Comprar: Steam | PlayStation Store | Microsoft Store


6. The Binding of Isaac

Os visuais grotescos e temas nojentos, baseados na criação estritamente religiosa do projetista Edmund McMillen, são apenas um pano de fundo para o gameplay viciante e o fator replay praticamente infinito.

Lançado em 4 de novembro de 2014. Disponível para New 3DS, PC, PlayStation 4, PlayStation Vita, Switch, Wii U, Xbox One e iOS.

Comprar: Steam | PlayStation Store (PS4) | PlayStation Store (PSVita) | Microsoft Store | App Store


5. Spelunky

Spelunky é uma espécie de homenagem/sucessor espiritual do clássico Spelunker, do saudoso Atari, ao mesmo tempo que é um marco nos jogos Roguelike. Muito desse mérito é por conseguir trazer elementos desse gênero de forma acessível, mas sem deixar de ser desafiador. Você pula, corre, ataca. E no meio disso há um pandemônio de coisas malucas e imprevisíveis acontecendo, fazendo o jogo nunca perder a graça.

Lançado em 21 de dezembro de 2008. Disponível para PC, PlayStation 3, PlayStation 4, PlayStation Vita, Xbox 360 e Xbox One.

Comprar: Steam | PlayStation Store (PS3) | PlayStation Store (PS4) | PlayStation Store (PSVita) | Xbox Marketplace | Microsoft Store


4. Rogue Legacy

Com uma jogabilidade extremamente viciante baseada em ciclos, Rogue Legacy, da Cellar Door Games, apresenta um forte desafio sem desencorajar o jogador. As salas randomicamente organizadas otimizam a exploração e evitam que o jogo se torne cansativo. Perfeito para jogar em pequenas seções, ele ainda possui um sistema de aprimoramentos que é lento o suficiente para fazer o jogo durar e rápido o suficiente para não frustrar o jogador. Além de tudo isso, ainda serviu de inspiração para muitos outros jogos do gênero.

Lançado em 27 de junho de 2013. Disponível para PC, PlayStation 3, PlayStation 4, PlayStation Vita, Switch e Xbox One.

Comprar: Steam | PlayStation Store (PS3) | PlayStation Store (PS4) | PlayStation Store (PSVita) | Microsoft Store


3. Hades

Hades é um triunfo inegável, a obra-prima de Supergiant Games, que já havia solidificado seu lugar na indústria com títulos como Bastion, Transistor e Pyre. É difícil encontrar algum defeito nesse mundo inspirado na mitologia grega, amparado por um sistema de combate divertido e dinâmico, uma trilha sonora impecável, visuais espetaculares e uma narrativa de tirar o chapéu. Eu sabia, desde que joguei Hades pela primeira vez após seu lançamento oficial, que o seu lugar em uma lista como essas estaria reservado.

Lançado em 17 de setembro de 2020. Disponível para PC e Switch.

Comprar: Steam


2. Slay the Spire

Quando o gênero de construção de baralho parecia saturado, Slay the Spire surgiu como um inovador inesperado, primeiro jogo da MegaCrit. Os elementos de roguelike que misturam estratégia e sorte, bem como a curva de aprendizado mais do que satisfatória, tornam a experiência em uma das mais viciantes que eu já joguei. Cuidado, porque depois que você começar a jogar, vai ser difícil largar o controle. 

Lançado em 23 de janeiro de 2019. Disponível para PC e Switch.

Comprar: Steam


1. Dead Cells

Dead Cells tem um dos gráficos em pixel art mais genuinamente impressionantes de qualquer jogo. Personagens grandiosos, movimentos fluidos que misturam a segunda e a terceira dimensão e efeitos de iluminação bárbaros compõem cenários de cair o queixo. Não só isso, a jogabilidade que mistura roguelite e metroidvania criando um novo gênero – o roguevania – consegue ser inovadora em um meio que está mais saturado a cada dia. Tudo isso se torna ainda mais impressionante quando se sabe que a Motion Twin, desenvolvedora do jogo, nunca havia lançado um jogo comercial antes.

Lançado em 7 de agosto de 2018. Disponível para PC, PlayStation 4, Switch e Xbox One.

Comprar: Steam | PlayStation Store | Microsoft Store

Comments (0)

Deixe uma resposta

Não perca nenhuma novidade!
%d blogueiros gostam disto: