The Evil Within 2 – Análise

Mais terror, mais sustos e menos letterbox.